Como superar as perceções que nos limitam?

Como podes superar as tuas perceções - nuno cortez

Como superar as perceções que nos limitam?

No artigo desta semana irei falar-te sobre a perceção da realidade e como muitas vezes estamos a limitar a forma como interagimos com o mundo e como o interpretamos.

A perceção é o significado que nós atribuímos a cada evento da nossa vida, ou seja, o processo pelo qual um indivíduo organiza e interpreta as suas impressões sensoriais no sentido de atribuir significado ao seu meio.

E essa perceção é muitas vezes limitada ou desviante… Na verdade, a perceção é apenas uma das perceções possíveis e eu vou explicar-te mais à frente os motivos desta afirmação.

Descobre como podes superar as tuas perceções que te limitam e condicionam.

 

O modelo da realidade

Vou começar por explicar como funciona a nossa interação com o mundo utilizando o que denomino de modelo da realidade.

No final deste artigo, irás compreender que muitas das tuas certezas da tua vida, não passam de avaliações subjetivas condicionadas por toda a tua existência e pela forma como tu interages com o mundo.

O que eu espero no final deste artigo é que te permitas abrir ao mundo e te permitas abrir às possibilidades infinitas que a tua experiência de vida te proporciona.

A interação com o mundo

A primeira pergunta que te quero colocar está relacionada com a forma como interagimos com o mundo.

Como é que interages com o mundo? Como estabeleces conexão ao mundo que te rodeia?

Bem, a forma de nos conectarmos ao mundo é através dos nossos sentidos. Somos seres que utilizam os sentidos para nos ligarmos e interagirmos com o mundo que nos rodeia.

E logo neste primeiro ponto podemos influenciar a nossa perceção da realidade. Por vezes, estamos desconectados do mundo. Aquela árvore em frente à nossa casa que nunca “vimos” na realidade. Aquele jardim maravilhoso que existe no caminho do trabalho a que nunca prestamos atenção. Os óculos que não sabemos onde estão e afinal estavam no topo da nossa cabeça o tempo todo. As chaves do carro que estão no bolso e que apesar de já termos colocado lá a mão não as encontramos.

O que se passa afinal? O que muitas vezes acontece é que não estamos a viver o momento presente. A nossa mente muito facilmente é deslocada para momentos do nosso passado ou do nosso futuro previsível. Se fizéssemos um exercício diário de observação dos nossos pensamentos facilmente concluiríamos que a maior parte do nosso tempo a nossa mente está desconectada do momento presente e consequentemente os nossos sentidos também.

É esse o motivo de não nos lembrarmos se fechamos a porta de casa ou não. Com certeza foste tu quem fechaste a porta, mas no preciso momento em que estavas a fechar a porta a tua mente estava noutro “lugar” e os teus sentidos apesar de terem captado esse momento (de forma inconsciente) não assinalaram de forma consciente esse momento. Os teus olhos viram a porta a ser fechada, viram a chave a entrar na fechadura e a ser rodada, e viram a chave a ser guardada no teu bolso. A tua mão sentiu a porta a ser fechada, sentiu a chave a entrar na fechadura, sentiu a chave a rodar e a sair novamente enquanto a colocavas no bolso. Os teus ouvidos ouviram a porta a ser fechada, ouviram o som da chave a rodar na fechadura, ouviram o som da chave a sair da fechadura e a entrar no teu bolso.

Então se sentiste, ouviste e viste porque não tens consciência que esta situação ocorreu de facto?

 

A importância do momento presente

Isto acontece-nos porque muitas vezes a nossa mente não está “presente” no momento presente. Ou está a reviver um momento do passado ou a “adivinhar” momentos que eventualmente ocorreram no futuro, o que nos impede de perceber de forma consciente os eventos que ocorrem na nossa vida. Funcionamos muitas vezes de forma automatizada em tarefas rotineiras sem estarmos verdadeiramente “presentes” nessas atividades.

O que eu gostaria que tivesses agora consciente é que várias vezes ao longo do dia a tua mente viaja para momentos diferentes do momento presente. E quando isso acontece a tua perceção da realidade pode ser alterada e limitada face ao que realmente aconteceu.

O que acontece de seguida no modelo da realidade?

Após o momento em que interagimos com o mundo através dos nossos sentidos essa informação vai ser processada e interpretada pela nossa mente e, é neste momento que um segundo conjunto de condicionantes vão influenciar a perceção do momento que estamos a vivenciar e o significado que vamos atribuir.

Todos nós temos experiências de vida diferenciadas. Ao longo do nosso processo de desenvolvimento enquanto seres humanos contactamos com realidades e experiências de vida distintas e com outros modelos de realidade que nos influenciaram ao longo da nossa vida, e, em especial, nos primeiros anos de vida.

Quais são os outros modelos de realidade nos influenciaram e nos condicionam no momento presente quando estamos a fazer uma avaliação (subjetiva) da nossa realidade que culmina no significado ou perceção que atribuímos a cada instante?

 

Pessoas chave no nosso processo de desenvolvimento

Todos nós tivemos pessoas chave durante o processo de desenvolvimento da nossa consciência e daquilo que para nós é o normal da nossa realidade.

Fomos educados (condicionados) pelos valores e crenças dos nossos pais, irmãos, avós, tios, amigos… Na verdade, aprendemos a viver absorvendo partes do “modelo da realidade” de cada uma das pessoas com quem vivemos, em especial, nos primeiros 7 anos de vida, fase em que toda esta aprendizagem acontece de forma inconsciente.

Sabes como podes identificar que essas aprendizagens foram na sua maioria inconscientes? Podes fazer um exercício muito simples…

Pensa nos momentos da tua vida que ocorreram até aos teus sete anos de idade. Provavelmente, não te deves recordar de muitos eventos, certo?

Normalmente, estão presentes no domínio da consciência os eventos em que estiveram associados momentos com uma emoção elevada.

Exemplos desses eventos no meu caso foram a primeira vez que fui para a escola, a morte de um familiar, o momento em que fui operado à garganta, o momento em que repliquei (escrevi) algo que estava escrito numa parede e pouco mais…

A Experiência de vida subjetiva

Por esse motivo podemos afirmar que a nossa experiência de vida é uma experiência subjetiva e que na realidade somos verdadeiramente seres únicos. Todos nós passamos por experiências distintas e “educadores” distintos pelo que na realidade somos mesmo seres únicos.

Além disso somos igualmente influenciados pelas regras da sociedade onde estamos inseridos, sejam de origem cultural, religiosa ou familiar.

Essa nossa caraterística de seres únicos vai determinar que face à nossa aprendizagem de vida tenhamos um conjunto de filtros únicos que vamos utilizar para avaliar e classificar os vários momentos da nossa vida.

Esses filtros vão condicionar o entendimento e significado que atribuímos aos eventos da nossa vida.

 

Vidas únicas

Então se temos vidas únicas, com aprendizagens únicas que determinaram um conjunto de valores e crenças únicas em cada um de nós, cada um de nós, perante o mesmo evento, assumindo que o estamos a vivenciar em pleno no momento presente, podemos ter interpretações diferentes, decorrentes dos nossos filtros avaliativos, e atribuir significados diferentes a esse mesmo evento.

Vou apresentar-te um exemplo clássico para melhor compreenderes o que te estou a dizer.

Temos dois amigos que foram a um parque de diversões. O José e o João são amigos de longa data. Estão a caminhar no parque até que chegam à atração central do parque de diversões – a montanha-russa invertida.

O José não se contém de tanta alegria só de se imaginar a disfrutar dessa experiência cheia de adrenalina.

O João só de olhar para a montanha-russa fica com as mãos completamente geladas e parece que está sem energia. O João pensa que só se estivesse “maluco” é que iria entrar naquele “veículo para a morte”.

Como te expliquei anteriormente, muitas das nossas interpretações foram condicionadas por tudo aquilo que nós vivenciamos.

Provavelmente os pais do João referiram várias vezes que aquele tipo de diversão é extremamente perigoso e que as pessoas que andam em montanhas-russas podem morrer.

Muito provavelmente o João adotou essas aprendizagens como suas e, nesse momento, aceita-as como verdade, permitindo que essas aprendizagens condicionem as interpretações dos eventos da sua vida.

Provavelmente o José assistiu aos seus pais a viverem momentos de grande alegria e emoção, em parques de diversão, em especial em montanhas-russas, e aprendeu que montanhas-russas são fonte de prazer e diversão.

Estas aprendizagens diferenciadas vão condicionar a perceção que realizamos face aos diferentes eventos das nossas vidas.

Então se perante os mesmos eventos duas pessoas podem ter perceções diferentes podemos afirmar que não existe uma realidade única e inequívoca?

 

Vidas únicas e perceções únicas

Na verdade, aquilo que nós chamamos de realidade é apenas um significado que foi atribuído por nós a determinado evento da nossa vida.

Esse significado está condicionado ou limitado pela forma como utilizamos os nossos sentidos e pelos filtros avaliativos que utilizamos antes de atribuirmos um significado a essa “realidade” que estamos a vivenciar.

Por esse motivo não existe uma realidade única.

O que existe um mundo infinito de possibilidades de perceção. E quando tomamos consciência que a nossa realidade não é a realidade absoluta, e que a realidade que estamos a determinar resultou de um processo interpretativo e avaliativo que realizamos, podemos abrir novos horizontes e “escolher” novos significados, novas perceções que melhor nos sirvam os nossos desígnios.

Dou-te alguns exemplos:

  1. Um acidente de carro em que existe apenas “chapa” amassada pode ser algo muito maçador. Seguros e oficinas ao barulho podem ser fonte de muito stress. O que poderás ver eventualmente? Que tiveste muita sorte em ser só “chapa”. Que estavas distraída(o) e que te serviu de aprendizagem para estares mais atenta(o) enquanto conduzes. Que um carro é apenas um objeto para serve para te transportar e que o teu bem mais valioso é a tua vida… Um sem fim de novas perceções…

 

  1. Ficaste desempregada(o)? Poderás ter a perceção que agora a vida irá ser ainda mais difícil, em escassez, em sofrimento e que nunca mais irás encontrar outro emprego… Ou então, poderás ter a perceção que eras infeliz a fazer o que fazias, que agora tens a oportunidade e o tempo para iniciares uma atividade em algo que realmente te apaixona, que vais ser muito mais feliz e que te vais sentir muito mais realizada(o) com o projeto que vais abraçar agora, que poderás ter um melhor vencimento, que terás agora oportunidade para te dedicares a uma nova área de estudos…

Um sem fim de novas perceções…

Em jeito de resumo deixo-te aqui a primeira parte do modelo da realidade.

O modelo da realidade

Como te mostrei os eventos das nossas vidas são captados por nós pelos nossos sentidos, são filtrados e condicionados por um conjunto de filtros avaliativos que vão condicionar a perceção da vida que estamos a viver, ou seja, vão condicionar os significados (muitas vezes inconscientes), atribuímos a esses eventos das nossas vidas.

E esse significado vai condicionar tudo aquilo que vamos obter nas nossas vidas.

Fica atenta(o) ao artigo da próxima semana pois irei continuar a falar-te deste modelo da realidade e da forma como tu mesmo estás a condicionar os resultados que estás a obter na tua vida.

Sim tu és a(o) responsável pelos resultados que estás a experimentar na tua vida.

Descobre os motivos desta afirmação no artigo da próxima semana.

Entretanto se queres saber mais sobre a forma como podes alterar as perceções da tua vida descobre a nossa Certificação Practitioner PNL.

Deixo-te um abraço e votos de novas perceções mais alinhadas com a vida que queres para ti!

Modelo da Realidade por Nuno Cortez (parte 1)

modelo da realidade por nuno cortez parte 1
modelo da realidade por nuno cortez parte 1
We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Site

O site nunocortez.com é gerido pela empresa Centro Nuno Cortez, Lda.

Esta página informa sobre as políticas relativas à recolha, uso e divulgação de dados pessoais quando utiliza os meus serviços.

Não utilizaremos ou partilharemos as suas informações com ninguém, exceto conforme descrito nesta Política de Privacidade.

Usaremos as suas informações pessoais para fornecer e melhorar o nosso serviço. Ao usar o serviço, concorda com a recolha e uso de informações de acordo com esta política. A menos que definido de outra forma nesta Política de Privacidade, os termos usados nesta Política de Privacidade têm os mesmos significados que os nossos Termos e Condições, acessíveis aqui.

Recolha e Uso de Informação

Ao usar este Serviço, poderemos solicitar que nos forneça algumas informações pessoais identificáveis que podem ser usadas para contatá-lo ou identificá-lo. Informações pessoalmente identificáveis (“Dados Pessoais”) incluem:

  • Nome
  • E-mail
  • Telefone

Para subscrever a nossa newsletter, solicitamos as seguintes informações pessoais:

  • Nome
  • E-mail
  • Telefone

Para um pedido de informação solicitamos as seguintes informações pessoais:

  • Nome
  • E-mail
  • Telemóvel

A recolha de dados pessoais ocorre quando se regista no nosso site, faz um pedido de informações, inscreve-se na nossa newsletter, preenche um formulário ou insere informações no nosso site.

Usamos os seus dados pessoais informações com os seguintes objetivos:
  • Melhorar o nosso serviço de atendimento e responder às suas solicitações;
  • Processar rapidamente as suas transações;
  • Enviar de comunicações periódicas que eventualmente podem ser do seu interesse.

Todos os dados serão processados eletronicamente e ficarão armazenados por um período máximo de dois anos.

Direito de Acesso, Retificação e Oposição

Garantimos ao titular dos dados o direito de aceder, atualizar, retificar ou excluir seus dados pessoais, bem como o direito de se opor ao uso dos dados fornecidos para fins de marketing, enviar comunicações informativas ou incluí-las em listas ou informações de serviços. Pode expressar sua vontade de exercer esse direito a qualquer momento, enviando-me essa informação através dos seguintes meios:

  • Por e-mail: geral@nunocortez.com;
  • Pelo formulário de contacto disponível no website nunocortez.com.

Segurança

A segurança dos seus Dados Pessoais é importante para nós, mas lembre-se de que nenhum método de transmissão pela Internet ou método de armazenamento eletrônico é 100% seguro. Enquanto nos esforçamos para usar meios comercialmente aceitáveis para proteger suas informações pessoais.

Usamos de forma recorrente Malware Scanning.

As suas informações pessoais estão contidas em redes seguras e só são acessíveis por um número limitado de pessoas que têm direitos especiais de acesso a esses sistemas, e são obrigadas a manter as informações confidenciais. Além disso, todas as informações confidenciais / de crédito fornecidas são criptografadas por meio da tecnologia Secure Socket Layer (SSL). Implementamos várias medidas de segurança quando um utilizador faz um pedido entrar, enviar ou aceder às suas informações para manter a segurança dos seus dados pessoais.

Todas as transações são processadas por um provedor de gateway e não são armazenadas ou processadas nos nossos servidores.

Cookies

Cookies são pequenos arquivos que um site ou o seu ISP transfere para o disco rígido do seu computador através do navegador da Web (caso tenha permitido) que permite que os sistemas do site ou do ISP reconheçam o seu navegador, capturem e lembrem certas informações. Por exemplo, usamos cookies para nos ajudar a lembrar e processar os itens no seu carrinho de compras. Os cookies também são usados para nos ajudar a entender as suas preferências com base na atividade anterior ou atual do site, o que nos permite fornecer serviços aprimorados. Também usamos cookies para nos ajudar a compilar dados agregados sobre o tráfego do site e a interação no site, para que possamos oferecer melhores experiências e ferramentas no futuro.

Usamos cookies para:

  • Ajudar a lembrar e a processar os itens no carrinho de compras;
  • Compreender e guardar as preferências do utilizador para futuras visitas;
  • Acompanhar a atividade publicitária.

Pode optar por fazer com que o seu computador avise sempre que um cookie estiver a ser enviado ou pode optar por desativar todos os cookies. Pode fazê-lo através das configurações do navegador. Como todos os navegadores são um pouco diferentes, consulte o menu de ajuda do seu navegador para aprender a maneira correta de modificar seus cookies.

Se os utilizadores desativarem os cookies nos seus navegadores:

Se desativar os cookies, alguns dos recursos que tornam a experiência do site mais eficiente podem não funcionar corretamente.

Log Data

O site nunocortez.com recolhe informações que o seu navegador envia sempre que me visita (“Log Data”). Estes dados podem incluir informações como endereço IP do seu computador, tipo de navegador, versão do navegador, as páginas do nosso serviço que visita, a hora e data da sua visita, o tempo gasto nessas páginas e outras estatísticas.

Prestadores de Serviços

Poderemos contratar empresas e indivíduos terceiros para fornecerem serviços em meu nome, para executar serviços relacionados ou para nos auxiliar na análise de como o nosso serviço é utilizado.
Esses terceiros têm acesso às suas informações pessoais apenas para realizar essas tarefas em nosso nome e são obrigados a não divulgá-las ou utilizá-las para quaisquer outras finalidades.

Links para Outros Websites

O nosso site pode conter links para sites ou serviços de terceiros que não são minha propriedade nem controlados por mim.
Não tenho controlo e não assumo quaisquer responsabilidades pelo conteúdo, políticas de privacidade ou práticas de quaisquer sites ou serviços de terceiros. Também reconhece e concorda que Centro Nuno Cortez não será responsável, direta ou indiretamente, por quaisquer danos ou perdas causadas ou supostamente causadas por qualquer conteúdo, bens ou serviços disponíveis através de quaisquer desses sites ou serviços.
É altamente recomendável que leia os termos e condições e as políticas de privacidade de quaisquer sites ou serviços de terceiros que visitar.

Alterações à Política de Privacidade

Podemos atualizar nossa Política de Privacidade de tempos em tempos. Vamos notificá-lo de quaisquer alterações, publicando a nova Política de Privacidade nesta página.
Recomenda-se que veja esta Política de Privacidade periodicamente para quaisquer alterações. As alterações a esta Política de Privacidade são efetivas quando são publicadas nesta página.

Contactos

Se tiver alguma questão relativamente a esta Política de Privacidade, contacte-nos.

Save settings
Cookies settings