A beleza da incerteza nos relacionamentos

Ontem durante uma sessão de coaching pensei que seria interessante partilhar algumas das questões que recorrentemente me são apresentadas.

O tema está relacionado com a beleza da incerteza nos relacionamentos.

Recorrentemente encontro pessoas que preferem terminar relações porque imaginam que vão sofrer quando a relação acabar, ou então que vão fazer sofrer o(a) companheiro(a) porque não são aquilo que eles necessitam e que por esse motivo preferem terminar já. Na verdade, estão a fazer futurologia ou leitura de mente, em vez de viver…

Não podemos controlar o coração de outra pessoa e, por causa disso, há sempre uma certa incerteza em qualquer relacionamento.

Infelizmente, é essa incerteza que faz com que muitos de nós coloquem muros e afastem os outros. Em vez de enfrentar a incerteza nos relacionamentos, muitas pessoas preferem terminá-los.

A nossa necessidade de certeza é um mecanismo de sobrevivência e, em estados incertos, fazemos o que é necessário para nos proteger – ou nosso coração, neste caso.

Mas a beleza da incerteza nos relacionamentos é que é nesta incerteza que o nosso crescimento espiritual final evolui, e é onde podemos encontrar mais alegria e mais felicidade.

Como podemos superar o impulso inato de nos protegermos durante períodos de incerteza? Qual é a melhor maneira de lidar com a incerteza nos relacionamentos?

Através da compreensão, praticando e dominando as competências que são críticas para encontrar, nutrir e criar um relacionamento excelente.

Há muito a aprender sobre as necessidades, sentimentos e comportamentos de nós próprios e dos nossos companheiros. Como usar esses conhecimentos para melhor nutrir o seu relacionamento?

Compartilhar receios

Ao tornar-se consciente dos seus padrões comportamentais torna-se mais fácil reconhecê-los quando eles surgem. Isto ajuda a alcançar um ponto de vista mais objetivo quando as emoções se consolidam.

Reconhecer os seus gatilhos e padrões é apenas o primeiro passo – em seguida, deve compartilhar essas informações com seu companheiro(a).

Desempenhe um papel de apoio ao ajudá-lo(a) a superar os seus medos e encontrar uma nova abordagem para qualquer padrão destrutivo. Comunicar abertamente, e não apenas falar, gera confiança.

Dar sem preocupação de receber

Aprenda a dar sem a promessa de receber. O segredo para viver é dar. A sua maior alegria numa relação deveria ser o sentimento de satisfação do seu companheiro(a). Descubra quais são as suas dores. Não se envolva num relacionamento apenas pensando no que pode obter. Entregue amor e honestidade. Aprenda a colocar confiança no seu relacionamento. Acredite que o seu par tem apenas e somente intenções positivas no que toca ao amor.

Viver Conscientemente

Por fim, trate do seu companheiro(a) como gostaria de ser tratada(o). Seja o exemplo no seu relacionamento. Comprometa-se a ouvi-lo(a) com absoluta compaixão.

A única coisa que podemos controlar somos nós mesmos: as nossas ações, as nossas reações, as escolhas que fazemos todos os dias nos nossos relacionamentos. Ao moldar a dinâmica do seu relacionamento, vai dar o primeiro passo para criar um relacionamento muito mais saudável.

Artigos relacionados